Ainda Há Esperança

 

Texto : Esdras 10.2



A história narrada no livro de Esdras se passa quando o povo judeu havia voltado do cativeiro babilônico.

Enquanto Esdras orava, e fazia confissão, chorando e prostrando-se diante da casa de Deus, ajuntou-se a ele, de Israel, uma grande congregação, de homens, mulheres e crianças; pois o povo chorava com grande choro. Então Secanias, filho de Jeiel, um dos filhos de Elão, tomou a palavra e disse a Esdras: Nós temos transgredido contra o nosso Deus, e casamos com mulheres estrangeiras dentre os povos da terra, mas, no tocante a isto, ainda há esperança para Israel.

Agora, pois, façamos aliança com o nosso Deus de que despediremos todas as mulheres, e os que delas são nascidos, conforme ao conselho do meu senhor, e dos que tremem ao mandado do nosso Deus; e faça-se conforme a lei. (Esdras 10.1-5).

O povo de Israel estava no exílio da Babilônia quando o rei Ciro tocado por Deus, passa um pregão em todo o seu reino, dizendo que Deus o mandara edificar uma casa ao Senhor Deus em Jerusalém de Judá, (Ed 1.1-2), e muitos dos judeus obedeceram à voz de Deus e regressaram a Jerusalém, certamente que eles encontraram muitas dificuldades, a cidade estava em total ruína, foram longos anos de trabalhos intensos resistindo até mesmo à oposição do inimigo, (Ed 4), pois os muros seriam edificados, as cidades fortificadas, logo, os inimigos teriam dificuldades para penetrar na cidade, pois, uma cidade destruída, sem muros, os inimigos, não se importam com ela, pois na hora que quiserem, eles penetram sem maiores problemas, mas quando resolvemos fechar as brechas, restaurar os muros, restaurar o templo do Senhor, os inimigos se levantam, foi assim com Esdras e Neemias, os inimigos tentaram de tudo para impedir a reconstrução da cidade, e quando a cidade estava edificada, os muros erguidos, o templo restaurado, seria uma festa, mas os filhos de Israel se misturaram, se casando com outros povos, coisa esta que lhes não era licita, todo o povo, sacerdotes e levitas, haviam se misturado com os povos de outras nações. Ouvindo Esdras, Pois, estas coisas, através dos príncipes, dizendo :

O povo de Israel, os sacerdotes e os levitas, não se têm separado dos povos destas terras, seguindo as abominações dos cananeus, dos heteus, dos perizeus, dos jebuseus, dos amonitas, dos moabitas, dos egípcios, e dos amorreus. Porque tomaram das suas filhas para si e para seus filhos, e assim se misturou a linhagem santa com os povos dessas terras; e até os príncipes e magistrados foram os primeiros nesta transgressão (9:1.2). Isto foi muito pesado ao coração de Esdras, pois isto certamente atrapalharia o operar de Deus, Deus havia condenado a união com outros povos, Deus não queria que seu povo se misturasse, mas, aconteceu, Deus não abençoaria, Deus os havia entregado nas mãos de seus inimigos, no exílio da Babilônia, estavam em terra estranha, povo estranho, cultura estranha, mas Deus os não havia desamparado, Deus é Deus de amor, e não abandona os seus, mesmo em terras estranhas, Deus era com eles para abençoá-los. Quando eles no exílio assentavam na beira dos rios da Babilônia, lembravam de Sião, choravam, pois não tinham como se alegrar em terras estranhas, eles penduravam suas harpas nos salgueiros, pois não tinham motivo para cantar (Sl 137), mas agora o senhor os traz de volta.

Necessário é que haja uma mudança em nós, nós queremos ser usados por Deus, queremos que as coisas aconteçam em nossas vidas, mas elas não acontecerão, é preciso mudança, mudança de atitude, de comportamento, de ética, enfim, precisamos mudar para as coisas mudarem em nossa volta, é preciso mudar dentro de nós primeiro, se não mudarmos, as coisas não acontecerão. Há embaraços em nossas vidas, que não são pecados, mas precisam ser mudados, se quiser ser usado por Ele tem que mudar, se quiser prosperar na vida, tem que mudar. Há pessoas que entram na igreja só para pedir, e muitas vezes não são atendidas, ficam frustradas e às vezes saem da presença do Senhor, mas não faz um alto exame, saber o que tem que mudar.

Deus requer mudança em nós, a Palavra do Senhor tem que entrar em nós, mas para ela entrar, algo tem que sair, eu quero pregar e ver as coisas acontecerem, eu quero orar e ver os milagres acontecerem, eu quero ser uma bênção nas mãos do Senhor, tudo isto é possível, se houver mudança em mim, não me adianta somente pedir a Deus que me mude, eu tenho que mudar, eu posso pedir a Deus santificação para a minha vida, mas eu preciso mudar os hábitos, tirar as arestas, o povo estava misturado, tinha povo heteu, cananeu, enfim, todas as raças misturadas ao povo santo do Senhor, e Deus não queria isto para o povo.

Portanto, tem que haver mudança, mude de vida e Deus será contigo, não adianta se esconder, Deus sabe todas as coisas, eles tiveram que deitar fora suas mulheres, filhos que tiveram com estas mulheres, certamente que isto foi doloroso para eles, mas foi preciso. Existem certas decisões na nossa vida que são difíceis para nós, que nos causa dor, nos causa desconforto, mas é preciso. O Senhor é um Deus zeloso, quer separar um povo santo, e você faz parte deste propósito de Deus. Está escrito assim : “Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, seja santificado ainda”.

E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra (Ap. 22:11,12).

Mas no tocante a isto, ainda há uma esperança para você. Deus está te falando agora, talvez, Ele fale outra vez mais, até que haja mudança em nós, pois Ele te ama não quer ver você derrotado, arruinado, triste, era assim que o povo se sentia na Babilônia, quando as pessoas pediam que cantassem um cântico de Sião, eles falavam: como vamos cantar o cântico do Senhor em terras estranhas? (Sl 137: 4), pois longe de Deus é só tristeza, ainda há uma esperança para você.

Não fique longe do Senhor amado, mude, faça uma mudança de vida, quem sabe você está desta maneira, veio do exílio, mas tem arestas que precisam ser tiradas, Deus quer te restaurar neste momento, confesse a Deus, abandone tudo que for preciso, ainda que seja algo de grande valor para você, mas se está te atrapalhando, tirando a tua comunhão com o Senhor, é preciso deitar fora, saiba que nada neste mundo é mais importante do que está na presença do Senhor, quando o Senhor Jesus fez um discurso duro, muitos o abandonaram, e já não andavam com ele. Então disse Jesus aos doze: Quereis vós também vos retirar? Respondeu-lhe, pois, Simão Pedro: Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna. E nós temos crido e conhecido que tu és o Cristo, o Filho de Deus (Jo 6.66-69).

Jesus Cristo, Ele é a nossa esperança. Esperança no dicionário que dizer expectativa, ato de ter confiança em algo. Muitos já perderam as suas esperanças, em qualquer coisa que se possa imaginar, nas pessoas e até mesmo em Deus. Mas voltamos a mencionar a nossa mensagem de inspiração, ânimo, e avivamento. No livro de Jó (14.7-9) lemos, Ainda há esperança para a árvore cortada. Se envelhecer na terra a sua raiz, e o seu tronco morrer no pó. Ao cheiro das águas brotará, e dará ramos como uma planta.

Acredito que você já contemplou uma árvore cortada, apenas o tronco, tudo que era verde se foi tudo fica seco ao redor dela, ela mesmo seca. Parece que a vida que havia ali foi embora. Mas talvez, também, você tenha visto aquele pequeno galhinho verde que sai desse tronco morto, quase imperceptível, pequeno, mas ali, carregando vida, de onde só se via morte, a vida brota novamente e com um tempo ela cresce e a árvore se estabelece novamente.

Vejo isso também como uma pessoa que começou bem sua vida em Deus, mas permitiu que os prazeres do mundo a destruíssem, a fizessem tropeçar, ao ponto de que não fosse mais possível de ver os frutos de uma vida com Deus, ao ponto de que ela mesma não esperasse nem acreditasse na sua restauração. Outros casos, também são de muitas pessoas, que ao longo da vida, da sua história, perderam o ânimo, ou seja, a esperança, por vários motivos, nada fizeram de mau ou transgrediram os mandamentos do Senhor. Foi-lhes tomado seus bens, seus familiares, sua saúde, seus sonhos, sua vida. Mas no tocante a isto ainda há esperança. Nem tudo está perdido, o Senhor, espera que tenhamos fé e confiança Nele, para recomeçar-mos a nossa vida e fazer-mos uma nova aliança com Ele. Levantar-mos das cinzas e do pó. A espera da chuva, do renovo de Deus para nós. Ainda há esperança para a humanidade. Ainda há esperança para o Brasil. Ainda há esperança para Você.

“Pela sua malícia, será lançado fora o ímpio, mas o justo até na sua morte tem esperança. (Pv. 14.32)”.

Autor: Moab Soares





0 comentários:

Postar um comentário